Cidade Tiradentes

A subprefeitura Cidade Tiradentes, localizada no Extremo-Leste do Município, abrangendo 15 km2, começou a tomar forma a partir da aquisição da Fazenda Santa Etelvina, pela Prefeitura, nos anos 70.
A área, então composta por Mata Atlântica, eucaliptos, lagos, córregos, nascentes e olarias artesanais familiares, passou a ser ocupada por conjuntos habitacionais da Cohab (Companhia Habitacional).

A construção desses prédios, que acompanhou o processo de industrialização do Brasil, era destinada a enormes contingentes de famílias, que aguardavam na fila da casa própria.

Um dos principais problemas da região foi justamente o equacionamento desse aumento populacional com as demandas de seus moradores, em áreas chaves como transportes e saúde.

O distrito é ligado por quatro eixos viários: o primeiro é a estrada do Iguatemi, que faz a ligação com as regiões de São Mateus, Itaquera e Guainases; o segundo é a Avenida dos Metalúrgicos, na área central da cidade, que concentra os serviços públicos; o terceiro é formado pela Avenida dos Têxteis, que se dirige em parte para o fundo de vale da Avenida dos Metalúrgicos e para o fundo de vale da avenida projetada Naylor de Oliveira.O quarto eixo é composto pela Avenida Inácio Monteiro, que permite acesso à parte leste do conjunto. Outra via importante é a Avenida Sara Kubistchek. Na área de saúde, o distrito possui um hospital privado, 10 unidades básicas de saúde, 1.601 leitos e um hospital em construção. O PSF (Programa de Saúde da Família) da Cidade Tiradentes funciona com 22 equipes.

A região dispõe de 25 linhas de ônibus, cujos principais destinos são os terminais Parque Dom Pedro II, Princesa Isabel, São Mateus, estações do Metrô e da CPTM.

O tempo estimado de viagem até o centro é de aproximadamente 1h50, mas os moradores do bairro dizem que levam até duas horas e meia para fazer o percurso.

Ônibus e casa própria

Como parte das comemorações do 21º aniversário, a subprefeitura fará a limpeza e pintura de 21 pontos de ônibus da avenida dos Metalúrgicos e anunciará nos próximos dias a criação de novas linhas de ônibus (leia quadro nesta página).

Além disso, a Secretaria Municipal de Transportes solicitou ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) o financiamento de R$ 420 milhões para a implantação do corredor expresso Parque D. Pedro – Cidade Tiradentes, com investimentos previstos de R$ 700 milhões.

O corredor terá 32 quilômetros de extensão e ligará a Cidade Tiradentes ao Centro, beneficiando entre 350 e 400 mil passageiros diariamente de Cidade Tiradentes e outros bairros da Zona Leste. Com o corredor, a viagem será reduzida para menos de uma hora.

Na festa de aniversário, os moradores de Cidade Tiradentes receberão 400 escrituras definitivas, que serão entregues aos moradores que quitaram suas moradias em conjuntos habitacionais da Cohab.